Princesa das Águas – Paula Pimenta

dsc_0253

Inspirada no filme A Pequena Sereia da Disney, temos uma releitura feita pela mesma autora de Fazendo Meu Filme, a escritora Paula Pimenta, onde ao invés de uma sereia temos uma nadadora olímpica, não há uma bruxa do mar, apenas uma garota mimada e que gosta de fazer mal aos outros e o príncipe é um tenista profissional filho de pais ricos. Apesar de seguir a risca os acontecimentos do filme da sereia que queria ser humana, não há magia, mas ainda assim é uma história com cara de conto de fadas.

☆☆☆

Arielle Botrel é filha de um nadador olímpico aposentado e de uma cantora famosa, que morreu em trabalho de parto. Enquanto suas cinco irmãs decidem seguir os passos de sua falecida mãe, Arielle opta pelas raias das piscinas mundiais. Sendo sempre superprotegida por todos, somado a pressão de ser uma das melhores atletas do Brasil, nunca pôde ter uma vida normal e nem conhecer os países nos quais competia. Sua vida era a natação. Até que descobre que haveria uma festa de confraternização com outros atletas, a oportunidade perfeita de fazer amigos e sair de seu quarto de hotel. Escondida de seu treinador, Sebastião, e inspirada pela música The Sweet Scape (Gwen Stefani), pega um táxi e vai até o endereço que uma conhecida havia lhe dado. Lá, se apaixona perdidamente por um garoto de olhos azuis chamado Erico.

☆☆☆

A autora fez um ótimo trabalho em ligar a história da sereia com a de uma jovem brasileira nadadora. Usou até mesmo as Olimpíadas que aconteceram em 2016 como pano de fundo. Pode esperar todos os acontecimentos da animação neste livro, desde Erico se acidentar, Arielle não poder usar sua voz para se revelar a garota que o salvou e até algumas sutilezas, como os vestidos que ela usa durante a história, um verde que a faz parecer uma sereia, um azul e um rosa.

Comparado ao príncipe, Erico é mil vez melhor como personagem. Ele é divertido, sonhador e apesar de ter ficado curioso em saber quem o salvou e até ficar esperançoso que eles pudessem ter algum relacionamento, está disposto a conhecer outras garotas, quem sabe se apaixonar. E Arielle é exatamente como eu, uma completa fã da Ariel, poderia esperar. Quer viver uma realidade que não a pertence e que seu pai não aprova, quer conhecer o mundo. Um pouco ingênua e manipulável por não conhecer a maldade, mas com personalidade o suficiente para fazer o que acha certo.

Houve apenas um momento que achei que iria ficar completamente decepciona com este livro: quando Sula começa a dizer como Arielle deve se vestir e se comportar e ela estava realmente pensando em seguir todas as dicas mesmo se sentindo infeliz e feia naquelas roupas. E então surge Yasmin, quase uma fada madrinha, dando roupas que realmente a faziam se sentir bonita e a elogiando e torcendo por ela. Depois de ver esse contraste de atitude, mesmo achando que Sula tinha boas intenções, Arielle decide apenas usar roupas que ela gostava e agir como ela era, o que me fez dar pulos de alegria.

Paula Pimenta faz boas ligações entre os outros dois livro de sua série de releitura dos filmes da Disney, Princesa Adormecia e Cinderela Pop e me deixou bem curiosa para ler mais sobre Yasmin (Alladin) e Belinha (Bela e a Fera). Como sempre o jeito que ela escreve te prende na história e te faz se apegar aos personagens.

O final, claro, foi feliz e é daqueles finais de livros de amorzinho que aquecem o coração e te deixam com um sorriso bobo *suspira* Dei 4/5 estrelas no Skoob ❤

Um pouquinho de como é o livro:

dsc_0216dsc_0264

dsc_0227

Boa leitura ☆

Até logo o/

InstagramFilmowMyAnimeList

Imagem relacionada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s